Low Gravity Board

dezembro 6, 2017

https://jorgexerxes.wordpress.com/2017/07/10/low-gravity-board/

Anúncios

A Energia Quebra-Nozes

setembro 19, 2017

Download Excel File Below

a_energia_quebra_nozes

 

Download PDF File Below

a_energia_quebra_nozes

Carta para Quebra-Nozes

setembro 15, 2017

 

Free Excel download below

carta_para_quebra_nozes

 

Free PDF download below

carta_para_quebra_nozes

How To Nullify Gravity?

agosto 22, 2017

IMG-20170821-WA0047

crédito da foto: Danilo Seixas Victorazzo

4 m071v4c40 ::  “Se navegar pelos oceanos foi um desafio espetacular, voar pelo universo é aventura ainda mais hercúlea. A Terra está a anos-luz de distância de outros sistemas estelares e uma regra fundamental da física nos limita: nada é mais rápido que a luz. Mesmo se alcançássemos essa velocidade, a jornada para estrelas vizinhas levaria no mínimo quatro anos. Cientistas da Nasa apostam que a solução não está em tentar ser veloz, mas em dobrar o espaço-tempo para aproximar corpos celestes e impulsionar espaçonaves em direção a eles. Viagens de anos-luz demorariam meses. Essa possibilidade ainda é restrita à ficção científica, mas começa a tomar contornos reais em laboratórios. Disse a VEJA o engenheiro espacial Harold White, chefe do departamento da Nasa encarregado de testar possibilidades para levar o homem a partes longínquas do universo: ‘Distorcer o espaço é algo que a natureza faz desde o Big Bang. Resta saber se conseguimos reproduzir esse efeito’. Os cálculos de Harold White e sua equipe redefiniram a conta. Pela nova equação, produzir essa distorção é plausível, e ela pode ser simulada. O termo warp drive (dobra espacial) surgiu na ficção, em Jornada nas Estrelas, e nomeou a teoria do físico mexicano Miguel Alcubierre, em 1994. Pelo modelo, uma fonte energética produz uma bolha ao redor da espaçonave. A bolha expande o espaço na traseira, enquanto o contrai na frente, impulsionando a nave. Essa é a tal dobra. É como se a nave fosse um surfista em cima de uma onda (a dobra) que o leva pelo mar (o universo). Para a tripulação, a nave pareceria imóvel. Em relação à Terra, a velocidade superaria a da luz. Sistemas estelares seriam alcançados em poucos meses. Alcubierre apostava que para criar uma dobra seria necessária uma energia equivalente à da massa de Júpiter. Novamente, uma impossibilidade. Harold White, da Nasa, recalculou. Em sua equação, afinou a bolha no entorno de uma nave esférica de 10 metros de diâmetro. Por consequência, diminuiu a dimensão da fonte energética para 750 quilos.” Revista VEJA, Outubro de 2012

        

Leia Mais: http://nanquin.blogspot.com/2012/10/viagem-do-corvo.html#ixzz4qcNnvvP0

IMG_20170822_104248

IMG_20170822_104450IMG_20170822_104827

4 d35c083r74 :: O que eu descobri é que usando fontes de excitação vibracional sincronizadas em u(theta), temos uma sustentação proporcional a 1/8 da energia aplicada no sistema. Por isso, tem a ver com música. Lembra-se das oitavas na música? Pois é… existe uma música específica que dobra o espaço tempo, gerando sustentação. O conceito é bastante simples.

       

0 7r474m3n70 :: Estou tratando como Domínio Público e Utilidade Pública, para evitar que caia na mão de Corporações que eventualmente venham a usar simples Leis Naturais em benefício próprio e interesses espúrios [desde aqueles menos nocivos (acumuladores de renda), até aqueles mais nocivos (finalidades militares)]. Quem me conhece, sabe que sempre fui contra as Patentes. Na minha humilde opinião, c0nh3c1m3n70 d3v3 53r c0mp4r71lh4d0.

          

0 49r4d3c1m3n70 :: Não fui eu quem inventei isso. Como expus acima, se trata tão simplesmente de uma Lei da Natureza. 49r4d3c0 40 cr14d0r p3l4 1n5p1r4c40!!

                 

You can download the Excel file below… 

mu51c

Trying to explain in a simple way…

Low Gravity Board

julho 10, 2017

Low-g Board – Concept & Design

## download the PDF files below ##

low-g_board_concept-design

low-g_board_ABS