Onde está o amor?

dezembro 26, 2016

aquaman_jorge_xerxes

              

o amor está nas bolhinhas de gás

acelerando rápidas do fundo rumo a superfície.

mas o amor também está

se as bolhas inexistem.

o amor está no lento movimento de vaivém das plantas

– como se estivessem acenando.

ele está no vigor, no destemor e na velocidade da juventude.

ele está também quando as escamas caem

ou se alguém amanhece boiando,

com os olhos em xis.

o amor está no impulso para a subida,

no abocanhar do alimento

e no submergir.

o amor está quando o peixinho amarelo nada ao lado do verde,

mas ele também está se o peixinho amarelo

decide nadar ao lado de outro peixinho,

ele está também quando o peixinho verde nada só.

o amor está na nadadeira quebrada,

assim como está nos seixos que recobrem o fundo,

no reflexo da luz do sol sob a superfície,

quando visto de baixo,

ou no reflexo da luz do sol sobre a superfície,

se visto de cima.

o amor está quando não resta mais a esperança,

no grito inaudível da dor lancinante de um peixe.

mas ele está também no canto da sereia,

no tridente de Netuno,

na sunga do Aquaman.

É ridículo, é estranho, é um contrassenso não o percebermos

quando ele está em toda a parte.

É preciso lembrarmo-nos sempre que

fora dele

não existe o aquário.

                 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: