Naquele outono de 1914

maio 1, 2014

naquele_outono_de_1914_jorge_xerxes

Creio que o estopim para o meu devaneio foi a elevação da taxa de oxigênio (ao menos para os meus padrões) naquelas noites do outono de 1914. A máquina do sono, assim a denominei. Um caso de amor a primeira vista, não podia mais repousar sem ela, qual boneca inflável para abraçá-la de bruços e, depois do sexo, adormecermos juntos em conchinha. E quando tomei o táxi, em Niterói, o senhorzinho negro e delgado, aparentando seus oitenta e tantos anos, me disse que o ser humano estava melhorando, a cidade “cada dia tão mais bonita” que não se importava de trabalhar mesmo depois de aposentado do emprego público, ao contrário, era um prazer conversar com os fregueses enquanto dirigia através de veredas naqueles tempos ídos. Invejei-o pelo seu anel prateado de São Jorge. Invejei-o a ponto de tomar a barca, seguir para o outro lado da baia, vagar a esmo e casmurro pelo centro do Rio de Janeiro na busca doutro amuleto daquele, porque eu acreditava emanar dele o elixir para a felicidade. O elixir para a felicidade é o que eu buscava naquele outono de 1914. E o leão do imposto de renda já não me botava medo. Sentia-me senhor de meu próprio terreno. Nem a morte daquele chão me subtrairia, senão para sete palmos debaixo dele (macio e aquecido ventre). Então, não obstante ao imóvel, declarei o jardim, o orvalho e ainda, por via das dúvidas, a nuvem da qual ele se desprendia, se a manhã era fria. Tão somente por via de todas as dúvidas, mas de todas as dúvidas do mundo, foi que eu declarei as flores. E as flores eu as declarei em alto e bom som. É de se imaginar que eu havia aposentado de velho todos os medicamentos para os meus miolos quando me lancei à singular empreitada de vigorosas caminhadas noturnas. Devo confessar que passado tanto tempo, e apesar de tudo, de nada disso me arrependo. Mesmo tendo atrasado meu relógio exatamente cem anos, o século mais intenso eu vivi naquele singular outono de 1914.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: