A noite

maio 1, 2013

 

uma parceria inusitada com (do poema original d)a Sonia Regina

 

<<< A noite >>>

 

“aparece, pouco densa,

oferenda fabulosa e pura.

O vislumbre de uma passagem

do transcendente fogo dos deuses.

Numa quietude geradora parto

das ruínas, sem milagres nas mãos;

lavrados em nenhuma escritura,

a força atenta e o valor guerreiro

fundados no sangue”

 

o poema original aqui…

http://nanquin.blogspot.com.br/2013/04/o-poema-inedito-sonia-regina_30.html

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: