Devaneio do caminhante* – Parte I

novembro 10, 2010

causa medo aos senhores

por ser incontrolável

mesmo trancafiado no calabouço

ele brada

queimem os livros mágicos

para o poder da palavra

o caminho leva ao centro

a realidade provém das crenças

das quais há de desprender-se

para o livre fluir

o mito se revela através dos símbolos

transporte para além do véu

enquanto insones reclamam da falta

sonhadores criam os espaços ermos

o verbo é encantamento

chave da comunicação entre as dimensões

a taça será entregue

a aliança formada

a adaptação solicita flexibilidade

elevar-se à altura do quinto elemento

ao longo do caminho milenar

observa os rastros de luz

a hesitação ante os ventos

respostas conscientes

a crença de limitação é a raiz de seu medo

– transcenda-o

o sonho é a morada do espírito livre

e a porta pesada desvela-se lentamente

revela a mesma simplicidade desnuda

daquela do altar de pedra

se tua dor emocional culmina em choro

compreende o propósito da dor

* Inspirado na obra “O Caminho da Deusa” de Maria Esmeralda Grunglasse

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: