Café preto

dezembro 3, 2008

Observo a xícara fumegante

e imagino,

no seu conteúdo líquido,

o conjunto das lágrimas tristes

derramadas por ti,

ao longo de todos estes anos.

Penso que o inverso deste

seria a ebulição

até a evaporação das gotículas

em vapor d’água.

O gás a expandir-se,

em grande agitação,

primeiro através do cômodo da sala de estar,

onde eu me encontro.

Depois para além dele,

através das pequenas frestas,

entre as janelas e as portas.

Até abraçar o mundo,

todo o universo

– que é o tamanho deste Amor.

Anúncios

Uma resposta to “Café preto”

  1. JCO said

    Este Amor volta a ser solido se, por uma providencia Televisiva alla propaganda de cigarros “Carlton” acontecer no exato instante
    que fixa o olhar sobre as lagrimas em forma de bolhas no cafeh.

    Mesmo porque ela acontece somente a noite, logo este cafeh eh noturno tambem. Cafeh companheiro altas horas num silencio norteador.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: