Apelo

dezembro 3, 2008

Quando eu gritar

com toda a sonoridade

de uma borboleta

será que Você vai me ouvir?

Se não tendo asas,

meu vôo é tão rente ao solo,

imperceptível aos olhos,

será que Você também não o vê?

Das profundezas do mar

minhas guelras permitem

salgar a ausência

do oxigênio que Você respira.

Por que pouco me importa

quem Você pensa que sou.

O coração vermelho irradia,

transborda e envolve.

Mas se do canto dos olhos

uma lágrima me corre,

é por Você.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: